RADIO NOVO TEMPO

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

LIÇÃO 5: BELEZA FALSA!

VERSO BÍBLICO: "Quando o espírito deles se vai, eles voltam ao pó; naquele mes­mo dia acabam-se os seus planos." Salmo 146:4.

FLASH: "A imortalidade, prometida ao ho­mem sob condição de obediência, foi perdida pela transgressão. Adão não poderia transmitir à sua posteridade aquilo que não possuía; e não poderia haver esperança alguma para a raça decaída, se, pelo sacrifício de Seu Fi­lho, Deus não houvesse trazido a imor­talidade ao seu alcance." - O Grande Conflito, p. 533.


ESTUDANDO A HISTÓRIA: "Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: Foi isto mesmo que Deus disse: Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim?'
Respondeu a mulher à serpente: 'Podemos comer do fruto das árvores do jardim, mas Deus disse: Não co­mam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão.'
Disse a serpente à mulher: 'Certamente não morre­rão! Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus, serão conhecedo­res do bem e do mal!'
"Quando o espírito deles se vai, eles voltam ao pó; na­quele mesmo dia acabam-se os seus planos."
"Os vivos, somente os vivos, Te louvam, como hoje es­tou fazendo; os pais contam alua fidelidade a seus filhos."
"Então vi saírem da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta três espíritos imundos seme­lhantes a rãs. São espíritos de demônios que realizam si­nais miraculosos; eles vão aos reis de todo o mundo, a fim de reuni-los para a batalha do grande dia do Deus todo-poderoso." Gênesis 3:1-5; Salmo 146:4; Isaías 38:19; Apo­calipse 16:13,14.

VOCÊ SABIA?: O conceito da alma imortal não se originou de um ensinamento bíblico. Na verdade, foi propaga­do por filósofos gregos pagãos, ou pelo menos foi por meio deles que posteriormente essa ideia caminhou para a teologia cristã. Platão, por exemplo, foi um dos mais famosos filósofos a professar essa crença. Ele acreditava que o corpo era simplesmente a "casca" que reveste a alma humana. Uma vez que o corpo morria (casca), a alma saía e nunca era destruída. A consciência permanecia viva. O Dr. Emile Brunner, professor de teo­logia sistemática e prática, disse isto claramente: "De acordo com o platonismo: o corpo é mortal, a alma é imortal. A casca mortal oculta essa essência eterna que na morte é libertada de sua cas­ca exterior. [...] Mas essa solução ao problema da morte permane­ce em oposição irreconciliável ao pensamento cristão."

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

LIÇÃO 4: ANJOS E DEMÔNIOS!

VERSO BÍBLICO: "Quando se aproximaram de Jesus, viram ali o homem que fora possesso da legião de demônios, as­sentado, vestido e em perfeito juízo; e ficaram com medo." Marcos 5:15.

FLASH: "Não foram operados milagres por Cristo e por Seus apóstolos? O mesmo compassivo Salvador vive hoje, e está tão disposto a escutar a oração da fé, como quando andava visivelmente en­tre os homens. O natural coopera com o sobrenatural, Faz parte do plano de Deus conceder-nos, em resposta à ora­ção da fé, aquilo que Ele não outorgaria se o não pedíssemos assim."- O Grande Conflito, p. 525.


ESTUDANDO A HISTÓRIA: "Eles atravessaram o mar e foram para a região dos gerasenos. Quando Jesus desembar­cou, um homem com um espírito imundo veio dos sepulcros ao Seu encontro. Esse homem vivia nos sepulcros, e ninguém conseguia prendê-lo, nem mes­mo com correntes; pois muitas vezes lhe haviam sido acorrentados pés e mãos, mas ele arrebentara as corren­tes e quebrara os ferros de seus pés. Ninguém era sufi­cientemente forte para dominá-lo. Noite e dia ele andava gritando e cortando-se com pedras entre os sepulcros e nas colinas.
Quando ele viu Jesus de longe, correu e prostrou-se diante dEle, e gritou em alta voz: 'Que queres comigo, Je­sus, Filho do Deus Altíssimo? Rogo-Te por Deus que não me atormentes!' Pois Jesus lhe tinha dito; 'Saía deste ho­mem, espírito imundo!'
Então Jesus lhe perguntou: 'Qual é o seu nome?'
'Meu nome é Legião' respondeu ele, 'porque so­mos muitos.'
E implorava a Jesus, com insistência, que não os man­dasse sair daquela região.
Uma grande manada de porcos estava pastando numa colina próxima.
Os demônios imploraram a Jesus: 'Manda-nos para os porcos, para que entremos neles'. Ele lhes deu permissão, e os espíritos imundos saíram e entraram nos porcos. A manada de cerca de dois mil porcos atirou-se precipício abaixo, em direção ao mar, e nele se afogou.
Os que cuidavam dos porcos fugiram e contaram es­ses fatos na cidade e nos campos, e o povo foi ver o que havia acontecido.
Quando se aproximaram de Jesus, viram ali o homem que fora possesso da legião de demônios, assentado, vestido e em perfeito juízo; e ficaram com medo. Os que estavam presentes contaram ao povo o que acontecera ao endemoninhado, e falaram também sobre os porcos. Então o povo começou a suplicar a Jesus que saísse do território deles.
Quando Jesus estava entrando no barco, o homem que estivera endemoninhado suplicava-Lhe que o deixas­se ir com Ele. Jesus não o permitiu, mas disse: Vá para casa, para a sua família e anuncie-lhes quanto o Senhor fez por você e como teve misericórdia de você. Marcos 5:1-19.


VOCÊ SABIA?: Considere uma recente pes­quisa que mostra a porcenta­gem de adultos que tiveram en­contro com o sobrenatural:
55 por cento afirmam que foram protegidos de algum mal por um anjo da guarda.
45 por cento se sentiram cha­mados por Deus para fazer algo.
23 por cento disseram que testemunharam ou experimen­taram milagres, cura física.
20 por cento ouviram a voz de Deus falando com eles em al­gum momento de sua vida.
[Fonte: Alejandro Gonzalez, "Angets and Qod" [Anjos e Deus], USA To­day (18 de setembro de 2008), basedo numa pesquisa feita em 2007 com 1.700 americanos adultos pelo Ins­tituto de Estudos da Religião (Baylor University)]

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

LIÇÃO 3: SÍNDROME!

VERSO BÍBLICO: "Houve então uma guerra nos Céus. Miguel e Seus anjos lutaram contra o dragão, e o dragão e os seus anjos revidaram. Mas estes não fo­ram suficientemente fortes, e assim perderam o seu lugar nos Céus. O grande dragão foi lançado fora. Ele é a antiga serpente chamada Diabo ou Satanás, que engana o mundo todo. Ele e os seus anjos foram lançados à Terra." Apocalipse 12:7-9.

FLASH: "Mesmo quando foi decidido que ele não mais poderia permanecer no Céu, a Sa­bedoria infinita não destruiu a Satanás. [...] Os habitantes do Céu e de outros mundos, não estando preparados para compreender a natureza ou consequências do pecado, não poderiam ter visto então a justiça e miseri­córdia de Deus com a destruição de Satanás. Houvesse ele sido imediatamente excluído da existência, e teriam servido a Deus antes por temor do que por amor. A influência do enganador não teria sido destruída por completo, tampouco o espírito de rebelião se teria desarraigado totalmente. Devia-se permitir que o mal chegasse a amadurecer." - O Grande Conflito, p. 498,499.


ESTUDANDO A HISTÓRIA: "Como você caiu dos céus, ó estrela da manhã, filho da alvorada! Como foi atirado à ter­ra, você, que derrubava as nações! Você, que dizia no seu coração: 'Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembleia, no ponto mais elevado do monte santo. Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo'''
"Esta palavra do Senhor veio a mim: 'Filho do ho­mem, erga um lamento a respeito do rei de Tiro e diga-lhe: Assim diz o Soberano, o Senhor: 'Você era o modelo da perfeição, cheio de sabedoria e de perfeita beleza. Você estava no Éden, no jardim de Deus; todas as pe­dras preciosas o enfeitavam: sárdio, topázio e diamante, berilo, ônix e jaspe, safira, carbúnculo e esmeralda. Seus engastes e guarnições eram feitos de ouro; tudo foi pre­parado no dia em que você foi criado. Você foi ungido como um querubim guardião, pois para isso Eu o de­signei, Você estava no monte santo de Deus e caminha­va entre as pedras fulgurantes. Você era inculpável em seus caminhos desde o dia em que foi criado até que se achou maldade em você. Por meio do seu amplo co­mércio, você encheu-se de violência e pecou. Por isso Eu o lancei, humilhado, para longe do monte de Deus, e o expulsei, ó querubim guardião, do meio das pedras ful­gurantes. Seu coração tornou-se orgulhoso por causa da sua beleza, e você corrompeu a sua sabedoria por causa do seu esplendor. Por isso Eu o atirei à Terra; fiz de você um espetáculo para os reis.'"
"Houve então uma guerra nos Céus. Miguel e Seus anjos lutaram contra o dragão, e o dragão e os seus anjos revidaram. Mas estes não foram suficientemente fortes, e assim perderam o seu lugar nos Céus. O grande dragão foi lançado fora. Ele é a antiga serpente chamada Diabo ou Satanás, que engana o mundo todo. Ele e os seus an­jos foram lançados à Terra." Isaías 14:12-14; Ezequiel 28:11-17; Apocalipse 12:7-9.