RADIO NOVO TEMPO

sexta-feira, 19 de junho de 2015

LIÇÃO 13: DRAMA NO DESERTO!

TEXTO CHAVE: “O Senhor disse a Moisés: ‘Faça uma serpente e coloque-a no alto de um poste, quem for mordido e olhar para ela viverá’” (Números 21:8).


ESTUDANDO A HISTÓRIA: A viagem dos israelitas pelo deserto assumiu um formato diferente após a rebelião de Cora. Como consequência daquele triste episódio, a festa da Pascoa havia sido suspensa, a circuncisão tinha sido interrompida, e todos esses pronunciamentos vieram de Deus. Mas se alguém acha que os israeli­tas deixaram sua desobediência após verem quanto magoaram a Deus, está muito enganado. Eles não apenas continuaram reclamando, mas parecem ter afetado Moises e Arão com suas queixas. Moises bateu na rocha em declarada desobediência a Deus -um ato que custou a ele e a Arão a oportunidade de entrar na terra prometida.
Mas a história não para por ai. Duran­te a longa Jornada, os israelitas começaram novamente a reclamar de que Deus estava falhando em cuidar deles. Dessa vez, Deus permitiu que serpentes venenosas aparecessem entre eles e os matassem. Mas, num ato de suprema graça, que prenunciou a cruz, Deus ordenou que Moises fizesse uma serpente de bron­ze e a pusesse num mastro. Não havia poder na serpente de bronze. Porem, quando pela fé em Deus eles olhavam para ela - e quando pela fé olhamos para Jesus Cristo hoje - um poder que cura flui de Deus para o mais humilde pecador. Louvado seja Deus por isso!

segunda-feira, 15 de junho de 2015

LIÇÃO 12: ELES QUERIAM SER OS "TAIS"

TEXTO CHAVE: “Quando ouviu isso, Moisés postou-se, rosto a terra. Depois disse a Corá e todos os seus seguidores: ‘Pela manhã o Senhor mostrará quem lhe pertence a fará aproximar-se dEle aquele que é santo, o homem a quem Ele escolher’” (Números 16:4 e 5).


ESTUDANDO A HISTÓRIA: 
Esse episódio do povo de Israel tem todos os elementos de um bom filme: um Líder relutante se esforçando para liderar mais de dois milhões de pessoas através de um deserto até a terra prometida; uma multidão mista de seguidores que desejavam o estilo de vida anterior; milagrosas intervenções feitas pelo próprio Deus; inveja por parte de vários líderes civis do grupo, culminando no desafio de Cora. Mas esta não foi nenhuma criação de Hollywood.
Ellen White menciona que essa rebelião foi simplesmente a culminação de uma longa série de queixas dirigidas a Deus pelos filhos de Israel. As sementes da rebelião foram semeadas mediante continuo descontentamento e constantes críticas com relação a todas as orientações dadas por Deus por meio de Moisés.
Em seu desejo de substituir Moisés, Cora contaminou Datã, Abrirão e 250 líderes do povo com sua ambição profana. Prometeu posições no serviço do templo que não eram suas para que pudesse dar- e fez tudo isso acreditando firmemente que Deus estava com ele. No que poderia ser descrito como a mais chocante demonstração do poder de Deus, a ter­ra literalmente se abriu, tragando os rebeldes, suas famílias e seus bens. Esta história nos ensina que o pecado acariciado por um geralmente contamina muitos. Isso nos faz refletir. Nossa influencia e um talento dado por Deus, que, deve ser usado para Sua gloria.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

LIÇÃO 09: UM LUGAR PARA DEUS!

TEXTO CHAVE: “E farão um santuário para Mim, e Eu habitarei no meio deles. Façam tudo como eu lhe mostrar, conforme o modelo do tabernáculo e de cada utensílio” (Êxodo 25:08 e 9)


ESTUDANDO A HISTÓRIA: Toda vez que a humanidade falhava em sua fidelidade, Deus iniciava a reconciliação e providenciava um meio claro e eficiente para a recuperação. O piano de Deus para restaurar a raça humana caída e o objeto central do tabernáculo que os israelitas levavam em sua viagem a Terra Prometida. Está claro na Bíblia que o maior desejo de Deus e "habitar conosco". Por causa da descrença e da desobediência deliberada dos israelitas, o tabernáculo teve que ser construído para abrigara presença de Deus.
A construção de tal lugar de habitação exigiria tempo, recursos e muita atenção; final de contas, seria um reflexo daquele que existe no Céu (Hebreus 9:23 e 2A). Cada detalhe do tabernáculo devia ser elaborado com precisão porque o aspecto da estrutura era repleto de significado. E por isso que 15 capítulos do livro de Êxodo são dedicados aos detalhes da edificação de um tabernáculo.
Esta lição apresenta a história do santuário, dando ênfase a seu proposito fundamen­tal e como o povo de Deus reagiu a oportunidade de construi-lo. Observe com atenção os símbolos e para o que eles apontavam. Es­ses detalhes dizem respeito a uma história que ainda está em andamento.